Doses de Ânimo > Sacrifícios de louvor

Sacrifícios de louvor

 

O sacrifício de Isaque nunca ocorreu, porque Deus tinha preparado  cordeiro vivo para que Abraão o imolasse naquela montanha.  Deus Queria que Abraão o cultuasse não com o filho morto, mas sim com o filho vivo. Deus não se agrada de oferendas humanas, a não a ser que  sacrifícios de louvor, frutos dos lábios que confessam o seu nome. (Hebreus 13;15).

 

Por maior que sejas o sacrifício que posas fazer, nada se compara ao sacrifício da cruz. Ele não quer que você o imite nesse sacrifício, simplesmente porque Ele sabe que você não suportaria ver seu filho ser cutelado e queimado numa fogueira. Ele apenas quer que você  entenda a intenção do Seu amor, sem desejar nada mais do que a sua presença lhe dando a atenção.

 

O pai só deseja a presença do filho vivo, e o filho  deve almejar a presença do Pai. A cruz é a grande didática divina  para que aprendamos que um sacrifício só pode ser vivo quando morre no altar, e que os adoradores estejam vivos diante D`Ele em espírito e em verdade com certeza que o filho depois de sacrificado esta vivo pelo poder da ressurreição. Um Cristo morto não salva, um Cristo que foi morto e que está vivo é que nos salva.

Esse é o verdadeiro sacrifício de louvor, fruto dos lábios que confessam o Seu nome que está vivo para sempre.

 

Pedro Luiz Almeida

 

 

 



Confira Também:

Pensamentos e desejos
Sapiência
Solidão
Aborto- O direito de nascer
Resilência
Doses de ânimo- Estar plantado junto a fonte
Contato: Email: revpedroalmeida@gmail.com | Fone: (041) 9679-5086

Copyright © Minacq - Todos os direitos reservados